top of page
  • Foto do escritorAna Sou

Viagem Astral

Viagem Astral

- Projeção Astral ou Experiência fora do corpo -


O Ser Humano tem vários corpos. Costumo dizer que o nosso corpo físico é como um carro que só anda quando o nosso corpo astral ou espírito está dentro dele, à semelhança do carro que só anda com um condutor.

Mas tal como o condutor não está sempre dentro do carro, nós também não estamos sempre dentro do nosso corpo físico e durante a noite é a altura que Todos escolhemos deixar o “carro” estacionado e voltar a casa.

Daí termos frequentemente a sensação de voar, de cair, às vezes até parece que passamos cama, chão e tudo o mais, na nossa queda.

Porquê?

Nessas alturas, algum acontecimento do mundo físico interferiu com o nosso descanso, com a nossa viagem, e como o regresso é muito rápido, temos a sensação de queda e de estremecimento quando finalmente sentimos a cama. Sendo que às vezes até ficamos com uma pontada em algum ponto do corpo ou até um torcicolo que só passa depois de voltarmos a dormir, quando nos permitirmos o soltar e o ajuste tranquilo.

Esta sensação de estremecimento também acontece quando estamos no estado semiacordado e nos preparamos para entrar em viagem astral. Nessas alturas, a nossa mente interfere e cortamos o fluxo, daí o estremecimento. Ou também sucede quando enfrentamos situações de experiência de morte e regressamos ou quando temos operações com anestesia geral. Não é raro, os pacientes relatarem ter visto o seu corpo de cima, deitado na marquesa, e outras memórias mais.


Como já referi, a viagem Astral acontece a todos nós e é um processo completamente seguro e tranquilo. Não há ninguém que não viva este processo todas as noites. Pode é não se lembrar nem ter consciência disso.

Porque é que é seguro?

Porque à semelhança do bebé que dentro do útero está ligado à Mãe pelo cordão umbilical, o nosso corpo físico está ligado ao corpo astral pelo cordão de prata. Sendo que o corte do cordão só se dá quando decidimos terminar a nossa experiência terrena e desencarnar.


Eu tinha 13 anos quando comecei a fazer viagens astrais conscientemente tanto durante o dia quanto à noite. Confesso que foi o descobrir e o sentir de uma liberdade que fisicamente não me era permitida. Viajava, visitava pessoas de que estava distante e conhecia o Mundo. Tinha 13 anos quando visitei o Museu do Louvre, mesmo as galerias interditas ao público, por viagem astral. Foi interessante verificar que a minha viagem tinha sido precisa e exata, quando o Louvre abriu a possibilidade das visitas virtuais em 3D, pela Internet. Aí confirmei as memórias que tinha da viagem.


Como fazer esta viagem em consciência?

Pedindo para nos lembrarmos e fazendo exercícios de harmonização energética antes de dormir.

Podemos meditar, acalmar a nossa respiração, ouvirmos e sentirmos a vida a fluir no nosso corpo e, aos poucos, sentirmos a leveza que começa pelos pés e lentamente vai ocupando todo o corpo, deixando-o a flutuar. Se tiver dificuldade, podem imaginar que uma bola de luz vos transporta e é confiar e deixarem-se guiar.

Acima de tudo, descontraiam, aceitem, fluam e divirtam-se… Asseguro-vos … é Maravilhoso!

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Existir ...

Comments


bottom of page