top of page
  • Foto do escritorAna Sou

Fluir

Fluir é aceitar que a compreensão, o reconhecimento e a validação vêm de dentro. É perceber que vieste para desbravar caminhos no meio da escuridão e que ninguém, que te rodeia, vai perceber ou reconhecer.


Fluir é aceitar que o que desejas é fruto de uma mente 3D e que o renascer é a morte anunciada do que não te faz viver. É confiares em Ti, na tua intuição, na Luz que te guia, na tua Missão mesmo quando não a vês e só sabes que tens de dar mais um passo, uma e outra vez.


Fluir é cair, é aceitar a tristeza, a dor de morrer, o desapego da opinião alheia mesmo que seja daquele Ser que mais desejavas que te reconhecesse e é compreender que ele não tem como o fazer.


Fluir é diluíres-te nas lágrimas de um choro ardente e quando já não houver mais olhos para chorar, quando o inchaço for tal, perceberes que cada um dos teus olhos é um bolbo de flor, um botão de rosa a desabrochar.


Fluir é encontrares um novo caminho no meio dos espinhos, é aceitares que só tu te podes aconchegar na sintonia com a tua ancestralidade. É perceberes que caminhas pelos Universos a desbravar e que a tua intemporalidade não tem par.


Fluir é largar a capa da densidade, é voar para além da ilusão…


Fluir é diluíres-te e permitires-te, enfim, Amar.

Amar como quem nada espera, como quem nada sonha e tudo faz acontecer.

Fluir é unir o Céu e a Terra num só sopro, num só inspirar.

Fluir é Amar.


Ana Sou

3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Existir ...

Yorumlar


bottom of page