top of page
  • Foto do escritorAna Sou

Em Mim habitam todos as vicissitudes...


Em Mim habitam todos as vicissitudes, ou seja, todos os vícios, todas as virtudes.

Reconhecê-lo é o que me responsabiliza e liberta.

Nada lamento e de nada me arrependo.

Tudo teve e tem um Propósito Divino Maior em ação, pois se assim não fosse teria acontecido de outra forma.

Do passado retiro a sabedoria da aprendizagem adquirida com a experiência.

No presente abro-me ao que a Vida tem para me dar, entregando ao fogo as Crenças e as expectativas criadas pela minha mente, de mim para mim mesma, para com o Outro, Todos e o Todo.

O meu Presente traz-me a consciência do como olho, penso, ajo, observo, emociono e acredito que É tudo o que me envolve.

Ao Futuro permito que se manifeste de acordo com as Escolhas e a Consciência que vou redescobrindo no meu olhar, pois o Futuro começa agora. Quere-lo algures no tempo é projeção, é ilusão, Ego, Medo e Resistência.

Honro todas as pedras que coloquei no caminho, todas as muralhas que em tempos construí pois foram os alicerces da escada que subo, degrau a degrau, a cada dia, com vícios e virtudes que deixam de o ser quando lhes tiro o peso, quando deixo de fazer deles algo a combater ou algo a almejar.

Em verdade, o que combates persiste, o que almejas em querer, condiciona e prende.

Ir além da dualidade é deixar de alimentar o conflito interno entre vícios e virtudes, é perceber que Tudo Nos É e nos expressa e que o caminhar faz-se de percalços e de avanços, de quedas e do levantar, pois é sempre que cais que o movimento de te ergueres Te permite escolher, fazer, Ser diferente.

Larga o Certo e o Errado, o Bom e o Mau, o vício e a virtude.

A dualidade alimenta o Karma e o Karma é algo que, em densidade, te liga a pessoas, situações, crenças, tempo e lugares.

Ires além deste começa com a capacidade de Te Permitires ser taça fluída, que se aceita vazia para poder ser preenchida pela Alma.

Em breve trago-te as 13 chaves deste preencher.

A cada presente, esvazia a taça, prescinde da luta e do conceito, do que acreditas que te define e vês no outro como vício ou virtude pois Nada existe fora de Ti.

O Nada É o Tudo a ser preenchido com Amor.

Reconheces-Te no Todo ou reajes e projetas-te no Outro?


ABENÇOO TE

AMOTE

SOMOS


Ana Sou

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page