top of page
  • Foto do escritorAna Sou

A CURA DE ACORDO COM OS ANCESTRAIS




De acordo com os ancestrais de diferentes partes de nosso mundo, nosso corpo sente e pensa. Os Ancestrais das tribos australianas, quando uma pessoa se fere ou adoece, se reúnem ao redor do enfermo e cantam pedindo perdão à ferida ou parte afetada.


E esta começa automaticamente a dar sinais de melhora e ocorrem curas milagrosas. O mesmo ocorre nas assombrosas curas dos Kahunas havaianos: eles entram em oração direta com a parte afetada pedindo-lhe perdão.


Esse ato de oração envolve os curadores, o paciente e todas as vidas durante as quais eles possam ter se encontrado e se envolvido com essa pessoa.


E também ocorrem curas consideradas milagrosas. No conhecimento Ancestral Inca, tudo é reciprocidade, quando alguém adoece ou se enche de energia pesada ou hucha, por ter atitudes egoístas, não deixa fluir o sami ou energia leve. Por isso nas curas se pede para aquela parte do corpo se harmonizar com Pachamama permitindo que o bloqueio se reequilibre, e a pessoa se cura.


No caso dos Lakotas, na América do Norte, eles falam com o corpo para informar-lhe que existe uma medicina que vai curá-lo. E as pessoas se curam...

Como vemos, examinando alguns casos de Medicina Ancestral, chegamos a uma interessante conclusão: os Ancestrais aceitavam as partes de nosso corpo como um seres inteligentes e autônomos do cérebro, o que durante muitos séculos era considerado como fraude ou superstição. Mas vejamos agora as descobertas mais recentes da ciência:

A sabedoria do corpo é um bom ponto de acesso às dimensões ocultas da vida: é totalmente invisível, mas inegável. Os investigadores médicos começaram a aceitar este fato em meados dos anos oitenta. Anteriormente se considerava que a capacidade da inteligência era exclusiva do cérebro, então foram descobertos indícios de inteligência no sistema imune e, logo a seguir, no digestivo.


A Dra. Bert descobriu (e logo outros cientistas confirmaram), que existem tipos de receptores inteligentes não só nas células cerebrais, mas em todas as células, de todas partes do corpo (chamaram inicialmente de neuropeptídios). Quando começaram a observar as células do sistema imunológico, por exemplo, as que protegem contra o câncer, contra as infecções, etc., encontraram receptores dos mesmos tipos que os do cérebro.


Em outras palavras, suas células imunológicas, as que o protegem do câncer e das infecções, estão literalmente vigiando cada um dos seus pensamentos, cada emoção, cada conceito que você emite, cada desejo que tem.


Cada pequena célula T e B do sistema imunológico produz as mesmas substâncias químicas produzidas pelo cérebro quando pensa. Isto torna tudo muito interessante, porque agora podemos dizer que as células imunológicas são pensantes.


Não são tão elaboradas como as células cerebrais, mas sim, elas pensam, sentem, se emocionam, desejam, se alegram, se entristecem.


E isto pode ser a causa de várias enfermidades, de stress, câncer, etc.



21 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page