Imagem de Jill Wellington por Pixabay

Chacra do Anjo

Este chacra tem a ver com luz. Ele está associado com a manifestação do espírito dentro do corpo. Essa é a última área que se fecha nos humanos quando eles se tornam almas incorporadas, mesmo depois que o coronário e o frontal são fechados. Isso acontece com almas ou bebés ou entidades depois que eles nascem e é conhecido como moleira ou fontanela.

Em alguns seres especiais esta área nunca se fecha. É a luz que está fluindo para dentro e a luz que está fluindo para fora. Se o ser é suficientemente evoluído, uma bela luz de arco-íris e cores texturizadas, fluem para fora — Madre Teresa foi um exemplo disso.

Poderia ser descoberto no seu crânio que havia áreas onde os ossos não se fechavam, pois sua luz era tal, que ela carregava a Luz do Mundo dentro de si e ela veio a partir dela para o planeta, criando um halo sobre ela. Tal é o caso de outros seres que estão recebendo ensinamentos de outras galáxias, do logos solar, de diferentes entidades. Eles estão mantendo esse centro de energia aberto e utilizando esse chacra para puxar energia desses diferentes níveis, energia que os guia em seu trabalho intricado e interessante.

É por intermédio deste que recebemos todas as instruções, sobre as muitas posições a tomarmos em dados momentos de nossas vidas, quando nos voltamos a auxiliar no processo da evolução planetária como um todo, ou seja, todos os códigos que recebemos e que inclusive modificam por completo o rumo de nossas vidas, por meio de nosso Eu Superior.

A função primária deste chacra é a codificação de mais luz no corpo, a manifestação do espírito. Uma função menor é ressoar os lobos frontais e outras porções do cérebro. Podemos começar a expandir nossa capacidade cerebral, conforme a inteligência aumenta e as conexões multidimensionais ocorrem.

Em última análise, nós usaremos 100 por cento do cérebro, em nossa marcha evolutiva para uma consciência superior.

O chacra do anjo é um centro energético localizado na cabeça entre o terceiro olho e a coroa. Fica na fontanela, a moleira da cabeça dos bebés, e é um centro relacionado com o manifestar do espírito e da luz no corpo. Essa luz pode ser percebida tanto quanto energia quanto como informação, portanto o chacra do anjo é um centro onde a orientação dos espíritos ou anjos pode ser acedida. As informações assim acedidas pertencem ao verdadeiro propósito de um indivíduo, ao que tem de incorporar neste planeta. Este chacra trabalha com as funções superiores do cérebro; particularmente com os lobos frontais. Ativar o chacra do anjo pode aumentar a capacidade do indivíduo para usar mais de seu cérebro para a consciência multidimensional, atingindo faculdades como a telepatia e a manifestação do pensamento na matéria.

A consciência do chacra do anjo é importante para todos os que trabalham com a mudança na frequência energética. A sua ativação traz mais luz para o nosso ser e ajuda-nos a aceder a novos níveis superiores de consciência. A finalidade deste chacra é trazer mais luz para os corpos sutil e físico. A sua ativação também nos conecta com nossos guias e mentores espirituais. Quanto mais trabalharmos com este chacra, mais iremos receber assistência adicional, tanto nas mudanças de frequência pessoais quanto planetárias.

Ao ampliar a nossa sensibilidade e ao aclarar a nossa visão psíquica, facilita assim a nossa percepção face à direção a tomar quanto ao nosso caminho de volta ao Lar.

Ele facilita uma comunicação mais direta com os nossos mentores e com todas as sabedorias profundas. A ativação deste chacra incorpora muito mais luz ao nosso canal de luz, proporcionando-nos a abertura de níveis de consciência que nem sequer imaginámos existir e, que nos facilitam a comunicação com planos superiores, facilitando assim a nossa cura sob quaisquer circunstâncias.