top of page
  • Foto do escritorAna Sou

Há um Sentir de casa



Há um Sentir de casa

Vívido

Que trespassa parede

Que urge na pedra

Como degrau

Consentido


Há um Sentir de casa

Que não ocupa

Lugar, Tempo ou Espaço

Que Te vive na pele

Te ilumina o olhar

Transcende


Há um Sentir de casa

No inspirarTe

Circumnavegar dos sentidos

De vela porto aMar

Num estar desperto

Que nos acolhe

Nos liberta


Há um Sentir de casa

Sem chão, teto ou pertença

Que só conhece o Sem Abrigo

Que no aMar se deleita


Há um Sentir de casa

Abraço que o luar

veste de cometas

No olhar

Com que TeMe brindo(as)

E onde vivo...


Ana Sou

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page