top of page
  • Foto do escritorAna Sou

Há um aconchego de lar


Há um aconchego de lar

No cheiro a terra molhada

Todo o Outono tem em si

Uma Primavera Ser

Um caminho de recolher

De retorno ao útero sagrado

Onde aromas e cores se fundem

Num vibrar pleno

Uníssono e resplandecente

De Rosa Ouro líquido

Que convida ao botão

Ao expressar da nota

Que sem mi mis

Alquimiza emocional

Manipulação

Para que o Ser se encontre

Para além do apego

No vibrar Útero do Amor

Criação


Há no Outono Primavera.

Na terra molhada

vibra esse aroma.

Átomo

Ígneo, de consciente ciclo,

Que renova

Desde o centro ao fulgor

Da Madrugada


Outono que Primavera

Acolhe e vibra

No maduro ventre

Da vida em alvorada


Há um aconchego de Lar ...


Ana Sou

8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page